quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

E-book gratuito: PAZ em 200 Citações


Vivemos em tempos de crescente agitação. A informação, surgindo de todos os lados, ganha ares de avalanche. A violência, seja urbana ou rural, física, simbólica ou virtual, toma os espaços e espalha tristeza e medo, quando não terror.
Neste cenário de acelerada e intensificada agitação e violência, onde encontrar a paz? Sobre que bases e com que ferramentas construí-la?
Neste breve livro, reunimos algumas percepções e pensamentos sobre a Paz, oriundas de pensadores, estadistas, escritores os mais diversos no tempo e no espaço.
O texto que encerra essa seleta demonstra como a paz que almejamos está ao alcance daquele que a busca, e pode, uma vez conquistada, ser irradiada para os outros.
Tenha uma boa leitura!

PARA BAIXAR O LIVRO (FORMATO PDF) PELO SITE GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


sábado, 22 de dezembro de 2018

Seu nascimento não foi um acidente



Eu sou seu criador. Você estava sob meus cuidados mesmo antes de nascer.
 Isaías 44.2; CEV

Deus não joga dados.
Albert Einstein

Você não é um acidente.
Seu nascimento não foi um erro ou um infortúnio, e sua vida não é um acaso da natureza. Seus pais podem não tê-lo planejado, mas Deus certamente o fez. Ele não ficou nem um pouco surpreso com seu nascimento. Aliás, ele o aguardava.
Muito antes de ser concebido por seus pais, você foi concebido na mente de Deus. Ele pensou em você primeiro. Você não está respirando neste exato momento por acaso, sorte, destino ou coincidência. Você está vivo porque Deus quis cria-lo! A Bíblia diz: O SENHOR cumprirá o seu propósito para comigo!¹
Deus determinou cada pequeno detalhe de nosso corpo. Ele deliberadamente escolheu sua raça, a cor de sua pele, seu cabelo e todas as outras características. Ele fez eu corpo sob medida, exatamente do jeito que queria. Ele também determinou os talentos naturais que você possuiria e a singularidade de sua personalidade. A Bíblia diz: Tu me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo; conheces exatamente como fui formado, parte por parte, como fui esculpido e vim a existir
Uma vez que Deus o fez por um motivo, ele também decidiu o momento de seu nascimento e seu tempo de vida. Ele planejou os dias de sua vida antecipadamente, escolhendo o momento exato de seu nascimento e de sua morte. A Bíblia diz: Antes mesmo de o meu corpo tomar forma humana Tu já havias planejado todos os dias da minha vida; cada um deles estava registrado no teu livro!³
Deus também programou onde você nasceria e onde viveria para o propósito dele. Sua raça e nacionalidade não são um mero acaso; Deus não deixou nenhum detalhe ao acaso. Ele planejou isso tudo para o propósito dele. A Bíblia diz: De um só fez ele todos os povos [...] tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar.⁴ Nada em sua vida é casual — tudo foi feito em função de um propósito.
E o mais incrível: Deus decidiu como você nasceria. Independentemente das circunstâncias de seu nascimento e de quem são seu pais, Deus tinha um plano ao criá-lo. Não importa se seus pais foram bons, ruins ou indiferentes.
Deus sabia que esses dois indivíduos possuíam a constituição genética específica para criar você em especial, exatamente como ele tinha em mente. Eles tinham o DNA que Deus queria para formá-lo.
Embora existam pais ilegítimos, não existem filhos ilegítimos. Muitos filhos não foram planejados pelos pais, mas não são um imprevisto para Deus.
O propósito de Deus levou em conta o erro humano e até mesmo o pecado.
Deus nunca faz nada por acaso, e ele nunca comete erros. Ele tem um motivo para tudo que criou. Todas as plantas e animais foram planejados por Deus, e cada pessoa foi idealizada com um propósito. O motivo para Deus tê-lo criado foi o amor que ele tem. A Bíblia diz: Muito antes de estabelecer as fundações da terra, Deus já nos tinha em mente, tendo nos escolhido como foco de seu amor.⁵
Deus já pensava em você antes de formar o mundo. Na verdade, você foi o motivo de Deus ter criado o mundo! Deus projetou o meio ambiente deste planeta para que pudéssemos viver nele. Nós somos o foco de seu amor e o elemento de maior valor em toda a sua criação. A Bíblia diz: Por sua decisão ele nos gerou pela palavra da verdade, a fim de sermos como que os primeiros frutos de tudo o que ele criou.⁶ Eis quanto Deus o ama e valoriza!
Deus não age de forma aleatória; ele planejou tudo de forma extremamente precisa. Quanto mais os físicos, biólogos e outros cientistas aprendem sobre o universo, mais compreendemos quanto ele é adequado à nossa existência — feito sob medida com as exatas especificações que tornam a vida humana possível.
O Dr. Michael Denton, experiente pesquisador da genética humana da Universidade de Otago, Nova Zelândia, concluiu: “Todas as evidências disponíveis nas ciências biológicas, apoiam a teoria básica [...] de que o universo como um todo foi especialmente criado tendo a vida e a humanidade como principal objetivo e propósito; um conjunto no qual todas as facetas da realidade têm seu significado e explicação nesse fato fundamental”.⁷ A Bíblia disse a mesma coisa milhares de anos atrás: Ele é Deus; que moldou a terra e a fez, ele fundou-a; não a criou para estar vazia, mas a formou para ser habitada.⁸
Por que Deus fez tudo isso? Por que enfrentou todo o incômodo de criar um universo para nós? Porque ele é um Deus de amor. Esse tipo de amor é difícil de compreender, mas é essencialmente confiável. Você foi criado para ser um alvo especial do amor de Deus! Deus o fez para poder amá-lo. Essa é uma verdade sobre a qual você precisa edificar sua vida.
A Bíblia nos diz que Deus é amor.⁹ Ela não diz que Deus tem amor. Ele é amor! Amor é a essência do caráter de Deus. Há um perfeito amor na irmandade da Trindade, então Deus não precisou criá-lo. Ele não estava só. Mas quis fazê-lo para expressar o seu amor. Deus diz: Vocês, a quem tenho sustentado desde que foram concebidos, e que tenho carregado desde o seu nascimento. Mesmo na sua velhice, quando tiverem cabelos brancos, sou eu aquele, aquele que os susterá. Eu os fiz e os levarei; eu os sustentarei e os salvarei.¹⁰
Se não houvesse um Deus, seríamos todos “acidentes”, o resultado de um fato extraordinariamente aleatório no universo. Você poderia parar de ler este livro, pois a vida não teria nenhum propósito, significado ou importância. Não haveria certo e errado, bem como nenhuma esperança além de seus breves anos aqui na terra.
Mas um Deus que o fez por uma razão, e sua vida tem um profundo significado! Descobrimos esse significado e propósito somente quando tomamos a Deus como ponto de referência de nossa vida. Romanos 12.3, na paráfrase The message [A mensagem], diz: A única forma precisa de compreendermos a nós mesmos é pelo que Deus é e pelo que ele faz por nós.

Este poema de Russell Kelfer resume isso:

Você é quem é por uma razão.
Você faz parte de um plano complexo.
Você é uma criação original, preciosa e perfeita,
denominada como notável homem ou mulher de Deus.
Você tem essa aparência por uma razão.
Nosso Deus não cometeu nenhum erro.
Ele o teceu no útero,
você é exatamente o que ele quis fazer.
Os pais que você teve foram escolhidos por ele,
e, a despeito de seus sentimentos,
eles foram feitos sob medida
para os planos que Deus tem em mente,
e estão aprovados pelo Senhor.
Não, aquele trauma que você enfrentou não foi fácil.
E Deus chorou por aquilo o ter machucado tanto;
mas foi permitido para moldar seu coração
para que você crescesse à sua imagem.
Você é quem é por uma razão.
Você vem sendo moldado pela vara do Senhor.
Você é quem é, amado,
porque há um Deus!¹¹

Um tema para reflexão: Não sou um acidente.
Um versículo para memorizar: Eu sou seu criador. Você estava sob os meus cuidados mesmo antes de nascer (Isaías 44.2; CEV).

Rick Warren
Trecho do livro Uma Vida com Propósitos (Editora Vida).

_________________________________________

Referências
1 Salmos 138.8; NVI.
2 Salmos 139.15; Msg.
3 Salmos 139.16; BV.
4 Atos 17.26; NVI.
5 Efésios 1.4a; Msg.
6 Tiago 1.18; NCV.
7 Michael DENTON, Nature’s destiny: how the laws of biology reveal pur pose in the universe, Neemiasw York: Free Press, 1998, p. 389.
8 Isaías 45.18; GWT.
9 1 João 4.8.
10 Isaías 46.3,4; NCV.
11 Russell KELFER. Usado com autorização.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Livro 100 Frases de Martin Luther King - Baixe gratuitamente


Neste ano de 2018 rememoramos os cinquenta anos da morte de Martin Luther King. Nascido em Atlanta, no estado da Geórgia, Martin Luther King Jr. (1929 – 1968) foi um pastor protestante e ativista político norte americano. Sua cruzada em favor dos direitos civis dos negros e pobres fez dele uma das mais importantes vozes de protesto e luta por justiça do século XX.
Seus esforços não se limitaram ao combate às práticas de discriminação racial: King foi defensor dos direitos das mulheres, opositor da guerra do Vietnã e militou ainda por melhores salários e condições de trabalho para a população de baixa renda.
Graduado em sociologia e teologia, com doutorado nesta última, King sempre foi um hábil artesão da palavra, e seus discursos são ricas peças de exortação e motivação.
Sua grande força moral, que lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz (1964), recebeu influência do princípio da não-violência de Mahatma Gandhi e principalmente dos ensinos de Jesus Cristo. Por sua vez, seu exemplo e suas palavras impactaram e continuam a influenciar pessoas em todos os cantos da Terra.
Confira, nas páginas a seguir, um pouco da riqueza do pensamento de Martin Luther King Jr.  E, no texto ao fim deste volume, entenda a origem da irrefreável esperança e sede de justiça que tornaram King um gigante.

PARA REALIZAR O DOWNLOAD DO LIVRO (EM PDF) PELO GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

O que é a morte? O que vem depois?



Numa Igreja do Sul do Tirol, no norte de Itália, numa parede baixa, estão colocadas quatro caveiras. Sobre elas está um letreiro em que estão escritas as palavras, “Quem era o louco? Quem era o sábio? Quem era o pedinte? Quem era o imperador?” O poder e a riqueza do imperador já lá não estavam para nos darem um indício da sua identidade. Talvez a caveira do pedinte esteja mesmo ao lado da sua, mas de igual modo, a pobreza do pedinte, os andrajos e o estômago a roncar de fome já lá não estavam para atestar a sua identidade. Talvez devêssemos erguer um segundo letreiro com as palavras “A morte tornou-os iguais!” Mas será realmente este o caso?
Ao contrário das estratégias de “marketing” que rotulam certas classes de clientes, a morte não é, certamente, respeitadora das pessoas; ninguém lhe consegue escapar em razão da distinção de classes. Não admira, portanto, que muitas pessoas tenham parado para refletir profundamente sobre isto, quer sejam filósofos, poetas, políticos, desportistas, atores, analfabetos, quer laureados com o Prêmio Nobel. Os antigos egípcios eram particularmente assíduos; as Pirâmides de Gizé são os maiores monumentos comemorativos da morte que existem no mundo. Mas tal esforço humano tem realmente algum valor? Nas palavras do poeta alemão Emanuel Geibel “A vida é um eterno enigma, a morte um mistério eterno.” Das numerosas tentativas para compreender o significado da morte, a teoria da evolução é inegavelmente a mais largamente famosa.

A MORTE NA VISÃO MUNDANA DA EVOLUÇÃO

A morte está profundamente ancorada na idealização da evolução; tanto que teríamos que concluir que sem a morte não haveria absolutamente nenhuma vida na Terra.
Isto é claro, a partir dos quatro princípios básicos da evolução relativos à morte.

1. Morte – Uma condição necessária para a evolução. O físico alemão Carl Friedrich V. Weizsäcker acentuou: “Se os indivíduos não morressem não haveria evolução nem nenhuns novos indivíduos com novos atributos. A morte do indivíduo é um pré-requisito para a evolução.”

2. Morte – Uma invenção da evolução. O professor de biologia Widmar Tanner, de Regensburg no Sul da Alemanha, coloca a questão existencial justificável: “Como e por que a morte entraria no nosso mundo se ela não fosse absolutamente necessária?” e dá a resposta: “O envelhecimento e a duração da vida são fenómenos de adaptação que desenvolvemos no decurso da evolução. A invenção da morte acelerou essencialmente o progresso da evolução.” Para ele o encastrado programa da morte oferece uma oportunidade perpétua para experimentar a evolução com qualquer coisa nova.

3. Morte – A criadora da vida. Até que ponto a visão mundana da evolução diverge da Bíblia torna-se particularmente claro, quando a evolução eleva a morte ao ponto de se tornar criadora da vida. Isto é expresso pelo microbiologista Reinhard W. Kaplan: “Encastrar o envelhecimento e a morte pode parecer doloroso para o indivíduo, particularmente para os humanos, mas esse é o preço que deve ser pago pelo fato de a evolução, em primeiro lugar, criar vida.”

4. Morte – O absoluto fim da vida. De acordo com a doutrina da evolução, a vida é exclusivamente baseada nas propriedades da matéria entre as fronteiras da física e da química (Manfred Eigen, químico biofísico e vencedor do Prêmio Nobel).
Vemos aqui que a evolução não fornece uma explicação satisfatória para a morte. Não há lugar para a continuação da vida depois da morte quando a realidade é reduzida desta maneira a meros fenómenos materiais. Os humanos são reduzidos a máquinas biológicas, tornados inúteis quando o organismo morre. A morte serve somente para o surgimento da vida subsequente no comboio da evolução.
O valor da vida humana não é mais do que o da sua contribuição para a evolução.

QUEM TEM A RESPOSTA?

Haverá alguém que nos possa dar uma resposta para todas estas arrebatadoras questões sobre a natureza da morte e do que vem depois dela? Se houvesse uma tal pessoa teria que satisfazer os quatro convincentes requisitos seguintes:

1. Ele próprio deveria ter experimentado a morte (de maneira a poder fornecer os conhecimentos em primeira mão).

2. Deveria ter regressado da morte (de modo a contar-nos sobre aquilo que tinha experimentado).

3. Deveria ter poder sobre a morte (tornando-o uma autoridade em tal assunto).
4. Deveria ser completamente fidedigno (de modo a fazer-nos acreditar no relato que fizesse).
Ao longo da História só há uma pessoa que preenche estes requisitos, Jesus Cristo.

1. Foi crucificado e morreu fora das portas de Jerusalém. Os seus inimigos queriam ter a certeza de que Ele estava morto, por isso trespassaram o seu lado com uma lança, fazendo com que saísse sangue e água (João 19:34). Isto convenceu-os de que Ele realmente estava morto [Requisito de satisfação 1]

2. Ele já tinha predito que ressurgiria dos mortos ao terceiro dia. Isto realmente aconteceu e as primeiras testemunhas foram as mulheres que iam ao seu sepulcro na manhã da Páscoa. O anjo disse-lhes então, “Ele não está aqui, ele ressuscitou!” (Lucas 24:6) [Requisito de satisfação 2]

3. O Novo Testamento relata três exemplos de ressurreição da morte através do poder de Jesus: Lázaro em Betânia (João 11:41-45), o filho da viúva de Naim (Lucas 7:11-17) e a filha de Jairo (Marcos 5:35-43). Ninguém tem autoridade sobre a morte senão somente Jesus [Requisito de satisfação 3]

4. De todas as pessoas que caminharam sobre a face desta terra, só Jesus foi capaz de viver de acordo com a sua declaração “Eu sou a verdade” (João 14:6), apesar de todas as tentativas dos seus inimigos para provar uma única acusação contra Ele [Requisito de satisfação 4]

Será possível que tenhamos chegado ao lugar exato, à fonte de toda a verdade? A verdade é vital. Quem é que quererá basear a sua vida num erro? Sejamos claros: somente uma pessoa tem a qualificação necessária para nos dar uma resposta certa. Ele diz-nos o que acontece imediatamente depois de morrermos.
Em Lucas 16:19-31 Jesus explica isto, usando o exemplo de duas pessoas acabadas de morrer. Uma delas conhecia Deus; a outra tinha-O rejeitado. Lázaro é levado pelos anjos ao seio de Abraão, a um lugar que Jesus também chama Paraíso (Lucas 23:43), onde ele se alimenta bem e está confortável. O outro homem, que vivera ricamente, encontrou-se no inferno quando morreu e descreveu a sua situação atroz com as palavras, “Estou atormentado neste fogo” (Lucas 16:24b). A morte não é, de modo nenhum, a grande igualadora. Pelo contrário, se durante a vida na Terra nós pensamos que há um abismo de grande amplitude, o abismo tornar-se-á indescritivelmente mais profundo no outro lado da barreira da morte. Como é que explicaremos isto?

A TRIPLA MORTE

A mensagem da Bíblia é inequívoca. Este mundo e toda a vida são produtos dos atos criadores de Deus. Foi uma criação acabada e perfeita, que Deus designou como “muito boa”. Ele criou todas as coisas através do seu artífice mestre (Provérbios 8:30), o Senhor Jesus (João 1:10; Colossenses 1:16) enquanto permanecia verdadeiro para os seus atributos de suavidade, misericórdia e amor pela criação; muito oposto à estratégia da evolução que é marcada pelo sofrimento e lágrimas, crueldade e morte. Qualquer pessoa que encare Deus como o autor da evolução, que sugira que este foi o método da criação, está a falsear o carácter de Deus. A ideia de que Deus conduziu a evolução (a chamada evolução teísta), por conseguinte, é completamente insustentável.
Então de onde vem a morte, se não é um fator de evolução, nem corresponde ao carácter de Deus? Em primeiro lugar a morte é universal. Todas as pessoas morrem, quer seja na juventude, quer em idade mais avançada, quer as moralmente respeitáveis, quer os ladrões e assassinos, quer os crentes, quer os não crentes. Um tal efeito universal e radical deve ter uma causa igualmente radical.
A Bíblia fala da morte como a consequência do pecado humano. Apesar do aviso de Deus (Génesis 2:17), o homem abusou da liberdade que lhe tinha sido dada e caiu da graça de Deus. A partir desse momento, a lei do pecado entrou em vigor: “O salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). O homem tropeçou para o que pode ser chamado o trilho da morte, que se mostra como uma grossa seta negra no diagrama. Podemos descrever isso como o comboio da morte. Desde Adão, que foi o responsável por permitir a entrada da morte na criação (1 Coríntios 15:22a), que toda a raça humana está agora neste comboio terrível: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” (Romanos 5:12). Antes da Queda do Homem a morte era desconhecida em toda a criação.
Ora, quando a Bíblia fala de morte, isto de maneira nenhuma significa a cessação da existência. A definição bíblica de morte é “separação, afastamento”. Porque a Queda significa a tripla morte (veja-se o diagrama), deve haver uma tripla separação.

1. Morte do espírito. No momento da Queda, o espírito da humanidade morreu, o que significa que o homem foi banido da companhia de Deus. Até hoje esta é a condição de todos os humanos que não descobriram que se podem confiar ao seu Criador. Só eles determinam as suas vidas e são vítimas de paixões e ilusões resultantes da sua separação de Deus. Conduzem as suas vidas como se Deus não existisse. Não têm ideia quem Jesus Cristo é e rejeitam a mensagem da Bíblia. Embora possam estar bem vivos no corpo, estão espiritualmente mortos.

2. Morte do corpo. Uma consequência adicional é a morte do corpo: “… até que voltes à terra pois dela foste formado …” (Génesis 3:19) toda a criação está sujeita a apodrecer por causa da Queda.

3. Morte eterna. O destino final do comboio da morte é a morte eterna. Ali, a existência humana não se extinguirá (Lucas 16:19-31), antes continua num estado de eterna separação de Deus. Está sujeito à ira de Deus, porque “o resultado de uma só transgressão foi a condenação de todos os homens” (Romanos 5:18). Jesus chama a este lugar inferno da condenação; é o lugar da mais inimaginável horrível existência, o fogo não pode ser extinto (Marcos 9:43 e 45) e é eterno (Mateus 25:41). “Ali haverá choro e ranger de dentes” (Lucas 13:28). É um lugar arrepiante onde “Não lhes morre o verme, nem o fogo se apaga” (Marcos 9:48); um lugar de “eterna destruição” (2 Tessalonicenses 1:9).

Como é que Deus encara a nossa auto-imposta corrida para a destruição? A Sua misericórdia ilimitada e o Seu amor por nós impeliu-O a enviar o seu único Filho para a Cruz para realizar o Seu incomparável plano de ação para nos salvar. As palavras de Jesus “Está consumado”, marcou a consecução deste plano. É a expressa vontade de Deus (e.g. 1 Timóteo 2:4) para nos salvar do inferno eterno ou, para dizer isto de uma maneira figurada, tornar possível para nós saltarmos fora do desenfreado comboio (trem) da morte. Somos convidados a entrar pela porta estreita que conduz ao céu (Mateus 7:13a + 14). De acordo com o testemunho da Bíblia, Jesus é a única porta, a única maneira para sermos salvos. Quando embarcamos no trem da vida, encontramo-nos sobre um trilho diferente – o caminho da vida eterna.
Mudar de comboio significa que nos voltamos para Jesus, somos honestos com Ele acerca de nós próprios, pedimos-Lhe para nos perdoar, arrependemo-nos e aceitamo-Lo como nosso Salvador. Aos olhos de Deus tornamo-nos novas criaturas. A assombrosa dádiva do perdão está disponível para cada um de nós, pessoal e livremente. Esta dádiva de graça custou a Deus um preço incomensurável, o sacrifício de Seu Filho. Aceitar a dádiva de Deus é a ação que nos dará a vida eterna (João 5:24). Esta oportunidade é-lhe oferecida a si, somente no decurso a sua vida na Terra, assim faça a sua escolha hoje (não pode garantir que haverá um amanhã)!



O SENTIDO DA VIDA

Depois de uma conferência, um jovem aproximou-se de mim. Perguntei-lhe “Onde é que está agora?” A sua breve resposta, replicando a minha analogia do comboio foi: “Estou de pé no cais da estação!” Ele reconhecera uma coisa, devia deixar o comboio da morte o mais depressa possível! Perguntou: “Como é que posso entrar no comboio da vida?” Mostrei-lhe o caminho e está agora a viajar contente para o melhor dos destinos.
Deus não é só um Deus que está zangado com o pecado, Ele é também um Deus de amor para com o pecador. Se hoje embarcarmos no comboio da vida, também reservaremos uma morada num lugar de beleza, o céu, do qual se diz em 1 Coríntios 2:9: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.” A sua residência eterna é, unicamente, uma decisão ao longe. Escolherá a morte ou a vida? O céu ou o inferno? “Coloquei diante de vós a vida [eterna] e a morte [eterna], a bênção e a maldição. Agora escolham a vida …” (Deuteronômio 30:19). Uma vez mais vemos que Deus aponta claramente para a vida. O diagrama mostra claramente que:
Se nascemos apenas uma vez (nascimento natural), morremos duas vezes (primeiro a morte do corpo, depois a morte eterna);
mas se nascermos duas vezes (nascimento natural e novo nascimento através de Cristo), morreremos apenas uma vez (a morte do corpo).
Confiar no Filho de Deus liberta-nos da condenação do seu julgamento e dá-nos a certeza de que teremos a vida eterna “Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, e não entra em juízo, mas passou da morte [espiritual] para a vida [eterna]” (João 5:24).
Se considerarmos o alcance de cada decisão de fé, torna-se claro que o conceito da evolução e os seus ensinamentos sobre a morte, tem um trágico efeito nos seus aderentes. Obscurece o perigo da morte Eterna e pode fazer com que as pessoas percam a oferta da salvação. Mas Jesus veio para nos salvar do abismo, do inferno. Voltemo-nos hoje para Deus com uma prece e, com isso, abandonemos o comboio da morte e saltemos para o comboio da vida. Podemos permitir que Deus comece a sua mudança radical de direção na nossa vida, com a seguinte oração:

“Senhor Jesus Cristo, reconheço a fatalidade da minha situação. A minha maneira de viver não é, de modo algum, compatível com a Vossa Palavra. Sei, agora, que estou sentado no comboio errado. Estou profundamente comovido e imploro-Vos que me ajudeis. Perdoai todas as minhas culpas, pelas quais estou verdadeiramente triste, e mudai a minha vida enquanto leio a Vossa Palavra e aprendo a viver por ela. Com a vossa ajuda quero embarcar no comboio da vida e ficar Convosco para sempre. Aceito-Vos agora na minha vida. Sede o meu Senhor e dai-me a força e o querer para Vos seguir. Do fundo do coração Vos agradeço por me teres libertado dos meus pecados e por agora ser chamado Filho de Deus. Amém.”

Dr. Werner Gitt

sábado, 25 de agosto de 2018

Há muitas religiões, qual é a melhor?


- Senhor - disse-me uma pessoa - talvez você tenha razão,  mas... veja, existem muitas religiões e seitas, muitas das quais pretendem apoiar-se na Bíblia, e seus membros estão convencidos de ter razão. Como quer que pessoas pouco instruídas como nós saibamos em quem confiar e onde achar a verdade?
- É verdade, senhora, existem muitas religiões; mas, observando mais de perto, pode-se dizer que só há duas. A primeira abrange todos os que esperam ser salvos fazendo algo; a outra compreende todos os que são salvos por algo que foi feito a seu favor.
Na verdade, existem muitas religiões na terra. E não estamos pedindo que mude de religião, mas simplesmente deixe Jesus entrar em sua vida. Deus nos oferece a salvação graças à obra que seu Filho Jesus Cristo realizou na cruz. E esta salvação é recebida só mediante a fé. A Bíblia nos assegura que "em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" (Atos 4:12).
Há um único Salvador para todos os homens. Um Salvador que hoje está vivo, que o conhece pessoalmente, ama e se interessa por você; só pede que ponha toda a sua confiança nEle. Depois, Ele ensinará como servi-lo com fidelidade.

"Por que há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem." - 1 Timóteo 2:5
"Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça." - Romanos 4:5

Via Devocional Boa Semente - Seleções.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Um guia que pode te livrar da perdição


Um viajante descobriu que o lugar que queria visitar somente podia ser alcançado por uma trilha montanhosa particularmente perigosa. Um guia ofereceu seus serviços ao estrangeiro. O viajante perguntou:
- Você já conhece esse caminho?
A resposta foi:
- Sim.
- Mas até o final? 
- Não, mas conheço o último trecho pelas descrições de meus colegas.
O viajante recusou a oferta e procurou outro guia:
- Você conhece a vila onde eu quero chegar?
- Não, mas já a vi de outro pico. Tenho muita experiência e nunca me perdi até agora.
Ele também recusou esse guia.
Finalmente, fez a mesma pergunta a um terceiro guia.
- Sim, eu moro lá!
Este homem foi contratado como o guia da viagem.

Essa história nos faz pensar em quem pode nos arrancar da perdição e nos mostrar o caminho até Deus. A resposta da Bíblia é: somente o Filho de Deus, que veio de Deus, pode nos levar até Ele. Ninguém mais poderia nos contar as verdades divinas, pois elas estão fora da esfera da experiência humana. Por essa razão, Deus Se revelou na Pessoa de Jesus Cristo. Deus nos falou pelo Filho. Jesus é o guia até Deus. Ele é o único em quem podemos confiar nossa vida.

A Bíblia diz:
"Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu." - João 3:13
"Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova." - Mateus 15:14

Devocional Boa Semente - Seleções.

quinta-feira, 28 de junho de 2018

DEUS se importa com seus problemas: A Bíblia responde



ENFERMIDADE

Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas.
João 11:3

Ele [Jesus] tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.
Mateus 8:17

Mas Ele [Jesus] foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
Isaías 53:5

Ele é o que perdoa todas as tuas iniquidades, que sara todas as tuas enfermidades.
Salmo 103:3

Servireis ao SENHOR vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades.
Êxodo 23:25

E percorria Jesus todas as cidades e povoados... curando toda sorte de doenças e enfermidades.
Mateus 9:35


CONFIANÇA

O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei? Salmo 27:1

O SENHOR é também alto refúgio para o oprimido, refúgio nas horas de tribulação. Em ti, pois, confiam os que conhecem o teu nome, porque tu, SENHOR, não desamparas os que te buscam.
Salmo 9:9,10

Invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.
Salmo 50:15

Em me vindo o temor, hei de confiar em ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal?
Salmo 56:3,4

Pois em ti, SENHOR Deus, estão fitos os meus olhos: em ti confio; não desampares a minha alma.
Salmo 141:8


PACIÊNCIA

Esperei com paciência no SENHOR; ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor. Tirou-me de um lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou os meus passos. E me pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão e temerão, e confiarão no SENHOR.
Salmo 40:1-3

Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes.
Romanos 12:12

Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.
Filipenses 4:13

Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração...
Tiago 5:8a

Irmãos, tomai por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor.
Tiago 5:10


CONSOLO

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:27

Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
João 16:33

Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti.
Isaías 26:3

Bendito seja o Deus de toda consolação; que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.
2 Coríntios 1:3,4

Deus, que conforta os abatidos, nos consolou...
2 Coríntios 7:6


FORÇA

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.
Isaías 41:10

Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.
Josué 1:9

Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei.
Salmo 91:15

O SENHOR é quem vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te atemorizes.
Deuteronômio 31:8


SEGURANÇA

Mas agora, assim diz o SENHOR, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.
Isaías 43:1

Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre. Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o SENHOR está em volta do seu povo desde agora e para sempre.
Salmo 125:1,2

Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? E nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai. E, até mesmo quanto a vós outros, até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.
Mateus 10:29-31


UM CONVITE

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome.
João 1:12

Missão Interlink

segunda-feira, 28 de maio de 2018

A vida só possui dois caminhos



SÓ DUAS ESTRADAS

HÁ SÓ DUAS ESTRADAS:
A larga e a estreita;
Uma para baixo e a outra para cima;
Uma para a destruição e a outra para a vida;
Uma muito transitada e a outra pouco.
QUAL É A SUA?

HÁ SÓ DUAS CLASSES DE PESSOAS:
Pecadores salvos e pecadores perdidos;
O trigo e a palha;
O ouro e o dourado;
Os vivos e os mortos.
QUAL É VOCÊ?

HÁ SÓ DUAS MORTES:
A dos justos e a dos ímpios;
A dos salvos e a dos perdidos.
QUAL SERÁ A SUA?

HÁ SÓ DUAS ETERNIDADES:
“Vinde, benditos... Estes irão para a vida eterna.”
= O Céu.
“Apartai-vos, malditos... Estes irão para a punição eterna.”
= O Inferno.
QUAL SERÁ A SUA?

A escolha é sua, HOJE.
Breve será TARDE.

A Bíblia diz: "Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." Is 55.6 

Deus nos estende a mão: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." 

E Jesus promete: "O que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." Jo 6.37b


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...